Texto Relatos - Balaio de Samba

Por Diogo Félix Dos braços, arrancado de mamãe. Jogado, em um navio, num porão escuro e sombrio. Eu e meus irmãos… Sem querer e, ao menos saber o por que, fomos réus. Passando a conhecer o gosto amargo do fel. Indiciados aos cativeiros. Porem antecedido por uma longa jornada. Que[…]

Leia Mais »
Dia do Choro - Balaio de Samba

Por Diogo Felix  choro que chora mas não chora de choro chora à outrora acordes de ouro choro que chora mas não faz lamento a não ser quando aurora traz encerramento choro que chora em cordas de aço ou num sax noite afora es meu regaço choro que chora tão[…]

Leia Mais »
Historia corrompida - Balaio de Samba

Por Diogo Felix Você que nega tal crueldade Você! Sim, você que tirou minha liberdade E hoje, nos seus livros de historia esconde toda a verdade. – Professor… Não o culpo, és mais um a mercê deste sistema sem escrúpulos. Que oculta toda a poeira embaixo do tapete. – Sorrindo…[…]

Leia Mais »

Por Bia Bernardi Como já disse o saudoso Geraldo Filme, “…quem nunca viu o samba amanhecer, vai no Bixiga pra ver…” Porque pra ver o samba, hoje, tem que ir atrás, fuçar por debaixo das cobertas, dos tapetes, atrás das portas, subir escadas pra olhar atrás dos muros da cidade[…]

Leia Mais »
Iemanjá - Lua cheia

Por Bia Bernardi & Laura Ghellere “Lua cheia, pé na areia onda de sereia que chega do mar Marinheiro só de pé na areia navega nas águas dos rios nas ondas do mar Espuma d’água é pra lavar Estrela que vem de longe vem da linha do horizonte é mamãe que[…]

Leia Mais »
Garoa, tia baianas

Por Bia Bernardi “Garoa, resistência do meu samba O samba do povo Calar nosso cordão não adianta Que a gente canta de novo” Garoa, Heron Coelho, Renato Dias e T. Kaçula   Dizem que o céu é azul, que o mel é doce, que brasileiro é miscigenação e que São[…]

Leia Mais »
dois de dezembro, dia do samba

Por Bia Bernardi Amanhã é dia do samba. Dia de quem é bom da cabeça e doente do pé. Dia de brasileiro nato, branco malandro e de negro mulato. Dia de festa, de juntar os amigos, de bater palma e pandeiro sem parar. Mas não pense que amanhã é dia[…]

Leia Mais »
Fé maior - balaio de samba

  Por Rodrigo Dias   Tentam me impedir Tentam me derrubar Mas minha fé é maior Eu sei que vou chegar lá   Uma vida de tropeço cheia de altos e baixos É a prova de que a planta pra exalar tem um trabalho arduo Um caminho tortuoso é você[…]

Leia Mais »

Guarde a sandália dela que o samba sem ela não pode ficar. O ponto puxado pela Madrinha recebia resposta da parceira no meio da roda. Negro que batia zabumba puxava o bumbo, que soava forte e marcava a certeza de que nunca calaria. O crepitar da fogueira tinha seu ritmo[…]

Leia Mais »